21 de abr de 2012

Tentações mortais

 
Quando Patrícia desceu para investigar o barulho em sua loja de antiguidades, ela achou um homem com uma asa quebrada, estirado inconsciente pelo chão.
Ele não tinha asas brancas de anjo, ou asas de libélula transparente; Elas eram brilhantes, com penas de cetim preto, cintilando e brilhando no amanhecer, à meia luz, era como elas se derramavam ao redor seu corpo.
Uma asa cobria seu torso nu, como se almofadando sua queda, e a outra estava quebrada.
 




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário